Influência da família na construção dos hábitos alimentares

Já parou pra pensar na relação que você tem com a comida? Vive na dieta? Tem episódios de compulsão? Tem medo de comer determinados alimentos? Sente culpa ao comê-los?
Já percebeu que esse é o exemplo que você está passando para o seu filho? 🤔
Sabe aquela vez em que sem querer, você soltou um palavrão em frente ao pequeno🤭, e ele ficou repetindo o dia inteiro como se não houvesse amanhã, e fez você passar aquela vergonha em frente à sua sogra? 😳 É assim que os aprendizados acontecem. Sempre digo às famílias que me procuram, que o que a criança escuta como ensinamento deve ser coerente com aquilo que ela vê! Por que ela vai comer o “temido” verdinho, se os pais não passam nem perto?
Mas nutri, meu filho vai começar a introdução alimentar, já devo me preocupar com isso? A resposta é: SIM! Apesar de ser um momento que você controla mais os alimentos ingeridos pela criança, ela deve ser inserida nos momentos de refeição em família, e desde já, começa a processar os exemplos.
Independente da fase da criança, aqui vão algumas dicas:
– se você tem dificuldade em se relacionar de maneira saudável com a comida, procure um profissional
– Incentive sempre a provar novos alimentos. Aproveite e experimente novamente 😉
– Mesmo que não goste de determinado alimento, não fale para o seu filho. Você é a segurança dele!
– Faça refeições em família, sem distrações (TV, celular,…). O foco deve ser a comida, com suas cores, sabores, texturas, e as relações familiares.

Lembre-se, que os hábitos formados na infância, vão seguir com a criança pelo resto de sua vida, e com certeza, ditarão MUITAS das escolhas alimentares do seu filho quando adulto.

 

Texto da nutri Luisa Micharki.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *