Pai em primeiro plano

Muito se discute sobre qual é o papel do pai durante a gestação e após o nascimento do bebê. Mas qual é a real função do pai nesse processo? Diferente do que geralmente se pensa, o pai não tem somente o papel de suporte neste processo, pois, acima de tudo ele é o genitor. Muitos homens acreditam que o papel dele é sim de suporte, de provedor da casa, de protetor. Mas será que é isso mesmo?!

Atualmente, o que se analisa é que o homem está necessitando ser suprido emocionalmente como aquele que, mesmo não carregando o filho na barriga, não sentindo os difíceis efeitos dos hormônios e mudanças corporais, também é responsável pela gravidez. Sim, é muito, muito, muito mais trabalhoso, dificultoso e angustiante os nove meses para a mulher que carrega o filho no ventre e se responsabiliza pela qualidade de desenvolvimento do bebê que ela carrega dentro de si, mas, muitas vezes, pequenas atitudes cotidianas são de grande importância para o pai, aquele que também gera, sofre, se angustia e se preocupa, não só com o filho, mas também com a mulher. Estamos falando de família!

O apoio ao pai vai muito além de parabenizá-lo. Durante a gestação é importante perguntar-lhe como ele está se sentindo, como está sendo para ele a vivência do processo e, além de implicá-lo neste lugar, acolhê-lo, pois ele também está repleto de inseguranças e incertezas, mas, muitas vezes, é difícil admiti-las, pois ele se coloca no papel de suporte e que precisa aguentar firme até o final sem hesitar.

São movimentos que parecem ser tão pequenos, porém são extremamente importantes, principalmente para que, após o nascimento, ele se sinta hábil e disponível para ajudar a mãe a cuidar do bebê e dela mesma. Ela precisa cuidar de seu filho, mas ela também precisa de tempo, carinho e acolhimento, tanto quanto no período gestacional, para ter autocuidado.

Além disso, esses movimentos fortalecerão o pai a fazer sua função paterna para o estruturamento psíquico de seu filho após o nascimento, delimitar qual o lugar de importância que a criança tem na vida familiar, junto com os demais membros, e na sociedade em geral.

Então, retomando o título, o que se quis dizer com pai em primeiro plano é a importância da formação de uma família, a FAMÍLIA precisa estar em primeiro plano. Todos juntos, um fortalecendo o outro.

Neste mês do dia dos pais, desejo à todos eles um lindo e significativo dia com seus filhos. Aos que estão passando pelo processo gestacional, um lindo “ESTAMOS GRÁVIDOS”!

 

Texto da nossa psicóloga Dra Jessica Chiminazzo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *