Por que não forçar sua(seu) filha(o) com anorexia a comer?

Primeiro de tudo, porque não vai funcionar. A anorexia é um transtorno mental grave, com alto índice de mortalidade e com grande complexidade quando se fala nas causas e no tratamento. 

É importante esclarecer sobre os fatores que envolvem a anorexia nervosa, que são psicológicos, psiquiátricos, familiares e relacionais. Ou seja, existe algo além nesse transtorno alimentar do que a evitação da comida. No trabalho com uma equipe multidisciplinar, é possível claramente perceber isso.

A anorexia costuma ter o seu ponto de início na adolescência, que é um período conturbado, cheio de descobertas e em que se busca uma espécie de afastamento dos pais, criando um caminho próprio. É um período der diferenciação, essencial para a formação do adulto. 

 

Muitas vezes, nesse transtorno alimentar, a evitação da comida também pode se dar por essa busca pelo isolamento ou pela diferenciação. Quando os pais forçam sua(seu) filha(o) a se alimentar, o esforço para ela(e) de criar seu próprio espaço se vê frustrado, o que acaba gerando a tendência de intensificar os comportamentos anoréxicos, a fim de atingir seus objetivos prévios.

Em outras palavras, o forçar a se alimentar pode funcionar em uma situação isolada, mas não ajuda, afasta sua(seu) filha(o) de um caminho de recuperação. 

No tratamento da anorexia nervosa, não existe nada a força. À medida em que todas essas questões que cercam a anorexia são explorados com a(o) paciente, forçar torna-se, além de pouco eficaz, desnecessário. Para isso, é necessário que o tratamento ocorra com uma equipe especializada. 

Dra. Alessandra Mucerino – Psicóloga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *