Porque as dietas de verão não funcionam?

Você já fez dieta alguma vez? Você conseguiu atingir seu objetivo com algum tipo de dieta? Já engordou novamente após fazer dieta? Você sabia que dieta que não funciona pode prejudicar o comportamento alimentar? Estamos sempre em busca de uma dieta perfeita não é? Mas, precisamos repensar se realmente isso realmente existe e quais são as consequência a longo prazo. A proposta do projeto verão consiste em redução de calorias, de refeições, de variedade de alimentos e até pular refeições. Porém, é difícil manter essa proposta por longos períodos.

O ambiente pode não ser favorável, a rotina de trabalho pode dificultar pausas para lanche saudável. As dietas são pensadas exclusivamente no paciente e não no seu estilo de vida, nos seus gostos e nos seus sentimentos. Sem contar que a restrição de gordura diminui a saciedade e tende a consumir mais alimentos para se saciar.

E a restrição de carboidratos podem causar hipoglicemia (glicemia baixa), tontura, dores de cabeça, fraqueza, fadiga, entre outros sintomas. Lembrando que o carboidrato participa no processo de queima de gordura. Essas restrições alimentares são efetivas na perda de peso, porém chamamos a atenção para efeitos como dificuldade de manutenção do peso, podendo retornar ao peso anterior da dieta, e problemas em relação ao comportamento alimentar. Podemos então concluir que as dietas de verão como tantas outras podem trazer alterações metabólicas, podem desregular saciedade e apetite, causam irritabilidade, mau humor e podem causar descontrole alimentar.

Então, o que faço? Procure um profissional que use a nutrição comportamental que tem foco em aconselhamento nutricional, visando a verdadeira mudança de comportamento e boa relação com a comida, garantindo assim manutenção efetiva do peso e uma vida saudável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *