Transtornos Alimentares, Obsessões e Compulsões

Embora “obsessividade” e “compulsividade” sejam classicamente atribuídas ao Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC), essas características também estão intimamente ligadas aos Transtornos Alimentares. Pessoas que sofrem com Transtornos Alimentares frequentemente tem obsessões (ou pensamentos repetidos, invasivos, incontroláveis) relacionados a comida, a peso ou a forma do corpo, que os atrapalham a concentrar-se em outras atividades, como estudo, trabalho, atividades de lazer. Não é incomum ouvir dessas pessoas que elas não conseguem parar de pensar em comida (ou que são “obcecadas” por comida), embora seu maior desejo seja parar de comer.  

As compulsões (comportamentos persistentes, repetitivos, estereotipados ou ritualizados, muitas vezes automáticos e difíceis de controlar) também são comuns em transtornos alimentares. Por exemplo, na Anorexia Nervosa frequentemente observamos rituais complexos envolvendo o corpo e o ato de comer: como organizar o prato minunciosamente, comer excessivamente lento, contar calorias ou o peso de todos os alimentos que serão ingeridos, olhar-se excessivamente no espelho ou se medir. Também a sensação de falta de controle sobre a alimentação com ingestão de quantidade grande de comida (Episódios de Compulsão Alimentar) pode estar presente principalmente no Transtorno de Compulsão Alimentar e na Bulimia Nervosa, mas também na Anorexia Nervosa. Além disso, outros comportamentos excessivos como a prática excessiva de exercícios físicos, uso de medicações para emagrecer e mesmo vômitos são comportamentos inadequados que frequentemente colocam em risco a vida de pessoas com transtornos alimentares.

Além disso, traços de obsessividade e compulsividade são muito comuns na personalidade de pessoas com transtornos alimentares. Por exemplo, é muito frequente que meninas com anorexia sejam extremamente metódicas e perfeccionistas em outros aspectos como nos estudos, nos relacionamentos ou em organização de rotinas. De forma semelhante, é comum que um padrão de compulsividade ou de descontrole seja observado em outros comportamentos de pessoas com Bulimia Nervosa ou Transtorno de Compulsão Alimentar, como descontrole com compras/gastos, uso de álcool, entre outros.

Por fim, é interessante notar que não é a presença de Obsessões e Compulsões que separa os Transtornos Alimentares do Transtorno Obsessivo-Compulsivo, mas sim seu conteúdo. Nos Transtornos Alimentares os pensamentos obsessivos e os comportamentos disfuncionais tem temática voltada pra comida, alimentação, imagem corporal e peso. Por outro lado, se sintomas como perfeccionismo excessivo, outros rituais (como lavagem  ou organização excessivas, conferência, etc), e pensamentos obsessivos com outros conteúdos (como contaminação, agressão, etc) também estão presentes, devemos pensar no diagnóstico associado de TOC, que é um quadro também muito comum em que tem Transtorno Alimentar. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *