Você sabe o que é Kefir?

Kefir é uma colônia de microrganismos Originário do Cáucaso e formado por lactobacilos e leveduras que fermentam diversos substratos – sendo o leite (caprino ou bovino), o mais comum deles. Os grãos são uma massa biológica branca macia, gelatinosa (biomassa), compreendida por proteína, lipídios (gorduras) e um complexo polissacarídeo solúvel: o kefiran. Também é possível cultivá-los em água e açúcar mascavo.

Historicamente os Grãos de kefir foram considerados um presente de Alá entre os membros das tribos muçulmanas das Montanhas do Norte do Cáucaso, que, por volta do século XVIII, já conheciam e respeitavam os poderes curativos do leite fermentado por tais joias probióticas. Os Grãos de kefir eram passados de geração em geração e eram considerados uma fonte de saúde da família e das tribos, que defendiam o processo secreto e a arte da cultura do kefir com as suas próprias vidas.

O kefir possui uma consistência cremosa, um leve gosto ácido. Possui cerca de 40 combinações aromáticas o que contribui para seu sabor inigualável e odor agradável. Pode conter entre 0.08 a 2% álcool. Normalmente, até 0.5% de álcool é o que encontramos após 24h de fermentação.

Quanto às características, são fermentados por 37 tipos diferentes de micro-organismos incluindo as leveduras. Eles consomem a lactose do leite (portanto nada de adicionar leite sem lactose na colônia), produzem ácido lático, lactase (enzima que digere a lactose) e outras enzimas que ajudam a digerir o restante da lactose depois da bebida ingerida. Para o manuseio não se deve usar utensílios metálicos, pois os ácidos produzidos podem reagir com os metais. Isso vale para o utensílio que você vai armazenar (vasilha), o utensílio que voê vai mexer (colheres)e também para a peneira que você vai coar. Sugiro que use vasilhas (potinhos) de vidro, colheres de plástico para mexer e peneira plástica para coar.   

O autêntico kefir tradicional somente pode ser preparado pela fermentação do leite fresco com Grãos do kefir. Hoje, o autêntico kefir tradicional (kefir real) é facilmente preparado em casa. O leite fresco cru, pasteurizado ou não, desnatado, semi-desnatado ou integral, é colocado em um recipiente apropriado, limpo, com os grãos de kefir. O conteúdo é deixado à temperatura ambiente por aproximadamente 24 horas. O leite fermentado é coado para separar e recuperar os grãos de kefir do kefir líquido. Os grãos são adicionados a mais leite fresco, e o processo é simplesmente repetido. Este processo simples pode ser executado indefinidamente… Grãos de kefir são para sempre. O kefir líquido, coado, pode ser consumido fresco, refrigerado para ser consumido posteriormente, ou amadurecido em temperatura ambiente por alguns dias, antes de consumir. Os grãos vão aumentando seu volume e podem ser compartilhados entre familiares, amigos e até mesmo desconhecidos. Quanto maior a temperatura, mais rápida será a fermentação. Se a temperatura for abaixo dos 10ºC o kefir entra em estado de hibernação por isso é possível congelar os grãos, mas não é indicado ultrapassar 2 meses de congelamento, pois pode perder algumas propriedades. Neste caso deve-se lavar os grãos em água filtrada e secar para tirar a umidade. Colocar em recipiente de vidro e cobrir com leite em pó (a quantidade apenas que cubra os grãos) e levar ao freezer. Para descongelar basta deixa-los em água fria por alguns minutos, lavar o leite em pós existente e adicionar o leite novamente. Aí é só repetir os processos para o restabelecimento da produção.

DICAS: mitos e verdades.

  • Para uma boa bebida, sugiro sempre que utilizem leite pasteurizado na preparação.
  • Não há problema de fechar hermeticamente o vasilhame, a única questão é que se a tampa não for bem apertada, ela pode com a produção de CO² pelos grãos acabar quebrando, mas para a produção não há problema.
  • Não é necessário deixar os grãos em ambientes muito quentes, pois acima de 45°C eles morrem. Mas é verdade que quanto mais quente (dentro dessa faixa de temperatura) mais rápida é a fermentação.
  • Quanto à valor nutricional (seja kefir de água ou Leite) não se sabe ainda se há uma quantidade indicada de consumo. Oriento sempre o bom senso.
  • Uma última dica é lembrar que existem possibilidades de fazer receitas utilizando kefir. Inclusive para pessoas que tem intolerância à lactose por exemplo. É possível fazer sucos de frutas, fermentar os grãos em leites vegetais como os de soja, amêndoas e até chás probióticos.

PROCURE SEMPRE UM NUTRICIONISTA PARA PODER ORIENTAR SEU CASO INDIVIDUALMENTE.

Texto da nutricionista Karla Zanin.

One thought on “Você sabe o que é Kefir?

  1. Então amigos, existe uma grande discussão se deve comprar ou não, mas eu mesmo moro em uma cidade pequena onde quase ninguém conhece o Kefir, Kombucha e Iogurtes infinitos e procurei e não encontrei com ninguém na minha Cidade e nem na Cidade vizinha, então eu fiz meu pedido no site:

    kefirdeleite.com

    Achei interessante porque nesse site tem todos os probióticos que quiser e eles enviam pelos Correios, as vezes ficar procurando esperar meses por uma doação acho mais prático comprar logo e ja receber em uns 5 dias em casa pelos Correios, sei que tem muitos que não concordam com isso mas com certeza são pessoas que moram em grandes Cidades e têm doações em mãos fácil, mas agora e quando não se consegue uma doação o que fazer ? Não precisa indicar grupos de doação porque eu participo praticamente de todos os grupos do facebook e mesmo nesses grupos não encontrei ninguém da minha Cidade e por incrível que parece eu até encontrei 2 pessoas nesses grupos que enviam pelos correios mas o valor pedido por esses doadores é maior do que o preço cobrado nesse site. Fica aí a minha dica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *