Transtornos Alimentares na Infância.

Grande parte dos casos de transtornos alimentares tem início na infância e pré-adolescência, e a incidência de casos cada vez mais precoce chama à atenção dos especialistas. Atualmente a maioria dos adolescentes tem preocupações sobre o corpo, peso e alimentação, no entanto quando há de fato um transtorno alimentar essas preocupações passam a influenciar  de maneira significativa a rotina alimentar desses jovens.

Além dos quadros de Anorexia Nervosa e Bulimia Nervosa em que a preocupação com o peso  e forma corporal é a principal característica, há também o Transtorno Alimentar Restritivo Evitativo em que a criança ou adolescente apresentam em sua vivência dificuldades clinicamente significativas com alimentação e comida e não são capazes de se alimentar em quantidade adequada de calorias ou nutrientes por meio de sua dieta habitual.

Os Transtornos alimentares na infância e adolescência trazem graves consequências físicas e psicológicas que podem afetar de forma significativa o desenvolvimento do indivíduo. Um tratamento com equipe especializada e o envolvimento da família no tratamento é de fundamental importância.

Texto Dra Bruna Boaretto.